combate a furtos

Monitoramento de câmeras do Cemitério Ecumênico deve começar na segunda

Equipamentos estão em fase final de instalação. Serão 50 câmeras no total

18.357
Foto: Foto: Marcelo Oliveira (especial)

Foto: Marcelo Oliveira (especial)

A partir da próxima semana, 50 câmeras de monitoramento do Cemitério Ecumênico começarão a funcionar. Os equipamentos estarão interligados com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e serão acompanhadas 24 horas por dia pela fiscalização municipal. O objetivo é acabar com atos de vandalismo e furtos no local.


Nesta sexta-feira, deve ser concluída a instalação das câmeras. O trabalho iniciou há cerca de 20 dias, com a colocação de postes de concreto de até 6 metros de altura. As câmeras estão posicionadas em seis pontos considerados estratégicos. O investimento será de R$ 14 mil por mês.

- É um reforço de segurança. O cemitério possui uma área muito grande, de mais de 9 hectares. Assim, teremos uma visibilidade melhor, com a possibilidade de acompanhamento 24 horas - analisa o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Wagner da Rosa.

BR-290 tem tráfego em meia pista em São Sepé

Conforme Wagner, outras ações como limpeza diária, reforço na iluminação, poda das árvores e asfaltamento em vias também ocorrem no local. Em breve, o cemitério deve ser licitado para ser administrado pela iniciativa privada.

ONDE FICAM AS CÂMERAS

Os seis pontos onde as câmeras serão fixadas foram definidos a partir de um estudo feito pela prefeitura, pelo Ciosp e pela empresa Vigillare, que já presta serviços ao Executivo. O estudo elencou como regiões de maior "risco":

- os fundos do cemitério, na divisa com as novas capelas para velórios
- o final da rua principal do cemitério
- o corredor das carneiras ao lado da Rua Samuel Kruschim
- o portão de acesso pela Avenida Liberdade
- a parte central do Cemitério
- o portão de acesso pela Avenida Dois de Novembro

FURTOS
Frequentemente, pessoas que vão até o local reclamam da depredação e do furto de metais e mármore que ficam em túmulos e jazigos. As reclamações fizeram com que a prefeitura abrisse um canal de comunicação com as pessoas que se sentiram lesadas pelos furtos. Ao todo, o Executivo recebeu 500 denúncias descrevendo os atos de depredação, mas o problema ainda está longe de ser solucionado. As denúncias de chegaram até a Polícia Civil, porém, as investigações não avançaram.

Legislação contra violência doméstica fica mais dura para agressores

DIA DOS PAIS
O Cemitério Ecumênico Municipal fechou com o começo da pandemia, em março do ano passado. Atualmente, só é possível visitar o Cemitério Ecumênico com agendamento prévio, que pode ser feito pelo telefone (55) 3223-1616. A expectativa é que o local seja reaberto para o público em geral no final de semana do Dia dos Pais, assim como já aconteceu em outras datas, como Dia de Finados e Dia das Mães. Conforme a prefeitura, isso vai depender dos decretos que estiverem em vigor na próxima semana.

Internet

wpp.png