economia solidária

Feira do Cooperativismo deve ocorrer de 7 a 10 de outubro em Santa Maria

Em função da pandemia, Feicoop deste ano deve ter a presença de produtores regionais

Foto: Gabriel Haesbaert (Arquivo Diário) 

A 27ª edição da Feira Internacional do Cooperativismo, da Economia Solidária e da Agricultura Familiar (Feicoop) deve ocorrer entre os dias 7 a 10 de outubro deste ano, de forma presencial. Para evitar aglomerações, a ideia é realizar o evento em toda a extensão do Parque da Medianeira, com espaçamento de três metros em cada estande.

A coordenadora da Feicoop, irmã Lourdes Dill, explica que a feira deste ano não terá representantes internacionais em função do avanço da pandemia no Brasil.

- Se não for possível fazer uma feira nacional, vamos fazer ela regional. Temos a ideia de um evento grandioso em todo o parque da Medianeira, com espaçamento, observando o uso de máscaras e álcool gel e, claro, reunir experiências regionais - afirma.

Aapecan lança campanha para estimular a doação de sangue

Assim como no ano passado, a ideia é realizar a feira, também, de maneira online. Entretanto, as datas ainda estão em definição, mas não serão concomitantes ao evento presencial.

- No ano passado foi muito bom. Queremos fazer novamente com oficinas, atividades e shows também, porque os nossos artistas estão bem desamparados - comenta.

A FEICOOP
Tradicional evento de Santa Maria, a Feicoop ocorria no mês de julho no o Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, que fica na Rua Heitor Campos. Durante os dias de evento, expositores do Brasil e do exterior comercializam seus produtos, como frutas, legumes, pão, cuca, queijo, salame, malhas, artesanato, entre outros itens. Em anos anteriores à pandemia, a feira chegou a movimentar mais de 300 mil pessoas durante os dias de evento.

Internet

wpp.png