roubo na quarta colônia

Terceiro suspeito de assaltar joalheria é preso em Viamão

Ação aconteceu após a troca de informações das delegacias de Restinga Sêca e Viamão. Uma mulher continua foragida

18.429
Foto: Foto: Brigada Militar (divulgação)

Foto: Brigada Militar (divulgação)
Desde o dia do crime um trabalho integrado entre a Brigada Militar e a Polícia Civil procuram pelos suspeitos do crime no interior de Restinga Sêca

O terceiro suspeito de integrar o grupo que assaltou uma joalheria, em Restinga Sêca, foi preso na noite de quinta-feira em Viamão, na Região Metropolitana. O jovem de 27 anos foi encontrado durante o cumprimento de mandado de prisão. Uma mulher, que também estaria envolvida no crime, continua foragida. 

Com o suspeito foram encontradas joias e relógios que foram roubados da loja. A ação aconteceu após a troca de informações e investigação das delegacias de Restinga Sêca e Viamão.

Duas pessoas ficam feridas após carro atropelar dois cavalos

A Polícia Civil e a Brigada Militar (BM) continuam as diligências para localizar a prender a quarta e última suspeita de ter envolvimento com o assalto. 

PRISÕES
Na manhã de 9 de junho, um homem de 34 anos foi preso, próximo de um matagal na RSC-287, no interior do município. Na casa onde o suspeito foi localizado os policiais apreenderam uma balança de precisão, um moletom e drogas. O homem é natural de Restinga Sêca. O carro usado pelos criminosos, um Lifan branco, era clonado e foi encontrado abandonado. O carro foi apreendido e será periciado para ajudar nas investigações.

Pecuaristas podem ter caído em golpe de R$ 30 milhões com a venda de gado

Já na noite do dia 10, após troca de tiros, um segundo suspeito do crime foi preso. O homem, de 37 anos, foi localizado durante patrulhamento da BM na localidade de Vila Rosa, onde as buscas estavam concentradas. O confronto, que aconteceu com dois dos criminosos, teve continuidade até a localidade de Barro Vermelho. No local, um cerco na mata foi formado pelos policiais que conseguiram prender um dos suspeitos. Conforme a Polícia Civil, no dia do crime o suspeito teria ajudou e conduzido os criminosos pelo interior do município.

O CRIME
Na tarde de 8 de junho, quatro assaltantes invadiram a joalheria, na zona central de Restinga Sêca, e roubaram em torno de 100 relógios, diversos óculos, dinheiro e várias joias e semijoias. Uma cliente foi feita de refém pelos bandidos. O dondo da joalheria foi agredido.

*Com informações da Rádio Integração

Internet

wpp.png