índices de criminalidade

Santa Maria registra quase 8% dos homicídios do Estado em agosto

Tripla e dupla execuções foram registradas pela polícia e ajudaram a aumentar números

18.427


Foto: Maurício Barbosa
Estudo do Estado registra queda de 22,9 porcento nos homicídios em agosto, e cidade registra aumento de 300 porcento nas mortes, cerca de 8 porcento dos crimes de todo Rio Grande do Sul

Enquanto o Rio Grande do Sul completa 10 meses consecutivos com registro de queda no número de homicídios, Santa Maria vai totalmente contra as estatísticas. Um comparativo de agosto de 2020, para o mesmo mês de 2021, o número de assassinatos na cidade teve um aumento de 300 porcento. No Estado, no ano passado, foram contabilizados 140 crimes, já nesse ano foram 108 mortes, uma redução de 22,9 porcento.

Jovem de 21 anos é executado na região norte de Santa Maria

Em 2020, a Polícia Civil registrou duas mortes, nesse ano, foram registradas oito execuções. O número é quase oito porcento de todos os crimes registrados em todo Estado. Como já divulgado pela reportagem do Bei, pelo menos setenta porcento dos crimes registrados pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil de Santa Maria estão ligados ao tráfico de drogas e guerra entre facções. Para o delegado Gabriel Zanella, titular da delegacia, lamentou o alto número de crimes e diz que os casos com mais de uma vítima ajudaram para aumentar os índices.

- Infelizmente o mês de agosto foi marcado por vários homicídios em Santa Maria. O homicídio é um crime de complexa e difícil prevenção. Tanto que em alguns meses são caracterizados por um elevado número de crimes e outros até pela ausência. Em 2021, nós tivemos um homicídio registrado em fevereiro e março, já em abril, nós tivemos nove crimes em um único mês. Isso evidencia de certa forma a imprevisibilidade de muitos crimes. A Polícia Civil tem trabalhado na repressão desses crimes. Nós já prendemos 27 adultos e apreendemos três adolescentes infratores - explica Zanella.

Confirmando o que disse o delegado, que os trabalhos de investigação e repressão aos crimes não pára, foi a prisão de mais um suspeito de envolvimento em assassinatos. Foi preso na manhã de sexta-feira, um jovem de 22 anos, apontado como suspeito da autoria do homicídio de João Pedro Martins Maidana, 20 anos, no dia três de setembro, na Rua São Pedro das Missões, no loteamento Dom Ivo Lorscheiter, no Bairro Diácono João Luiz Pozzobon. Os policiais da delegacia de homicídios prenderam ele no loteamento Dom Ivo Lorscheiter, na mesma região em que o crime aconteceu.

Internet

wpp.png