santa maria

Bar do Pompeo, no Parque Itaimbé, é alvo de arrombamento na madrugada desta terça

Proprietário estima que, até que o conserto seja efetuado, o local precisará ficar fechado de três a quatro dias

Taísa Medeiros
Foto: Foto: Divulgação

Foto: Divulgação
Ladrões invadiram o estabelecimento pelo telhado, provocando vários estragos na cozinha. Nada teria sido roubado

TAÍSA MEDEIROS
Especial

Na madrugada desta terça-feira, o Bar do Pompeo, localizado no Parque Itaimbé, entre as ruas Silva Jardim e Venâncio Aires, foi arrombado. Os ladrões invadiram o estabelecimento pelo telhado, provocando vários estragos.

Segundo Luís Pedro Pompeo, 63 anos, proprietário do bar, a equipe trabalhou no domingo até as 23h, e na segunda-feira, como de praxe, foi dada folga aos funcionários, e o estabelecimento não abriu.

Pouco antes do meio-dia desta terça-feira, Pompeo foi até o bar porque uma vizinha havia mandado fotos que mostravam que parte do telhado estava destruída. Ao chegar no local, o proprietário viu os estragos:

- Tiraram as telhas, quebraram o forro, e, no que quebraram, tomou conta de mais da metade da cozinha. Temos uma empresa de segurança contratada para vigiar, mas o alarme não foi acionado - relata.

Idosa é atropelada na ERS-509

Os criminosos não levaram nenhum pertence ou valor do estabelecimento. O prejuízo se dá por conta dos estragos do arrombamento. Foi danificada a parte de baixo de um freezer, o forro que cobre toda a cozinha e a prensa, onde são feitos os alimentos.

O proprietário estima que, até que o conserto seja efetuado, o bar precisará ficar fechado de três a quatro dias. Ele informa que ainda está realizando orçamentos para dimensionar os custos dos reparos, e aguarda as autoridades para verificar câmeras e possíveis suspeitos do crime.

PRF faz a maior apreensão do ano de mercadorias contrabandeadas

Foto: Divulgação
Criminosos entraram no bar pelo telhado do estabelecimento

DIFICULDADES
Em maio de 2020, Pompeo enfrentou problemas de saúde e ficou um mês internado com Covid-19. A situação dificultou o trabalho de Pompeo, o que apertou ainda mais as contas. Clientes e amigos se mobilizaram para fazer uma vaquinha para que o tradicional bar seguisse em operação.

O proprietário afirma que, após a dificuldade, era agora em novembro que as contas começavam a se equilibrar.

- Passamos por momentos difíceis, ficamos quatro meses fechados, e graças às ajudas daqui e dali fomos nos reerguendo devagar. Mas, agora, vamos calcular o prejuízo que vai dar desta situação - lamenta.

Internet

wpp.png