atenção, motoristas!

Obras na Borges de Medeiros deixam trânsito bloqueado

Serviço que deve estender-se por mais duas semana, tem como objetivo resolver alagamentos da região e está 40% concluído

Foto: Pedro Piegas (Diário)

Quem precisa trafegar pela Avenida Borges de Medeiros, no Bairro Salgado Filho, precisa fazer desvios por, pelo menos, mais duas semanas. É que o trecho entre as ruas Olegário Mariano e Padre Manoel da Nóbrega está bloqueado por conta da obra de microdrenagem, que promete resolver os alagamentos em dias de chuva da região. 

Brigada Militar recupera motocicleta furtada em Santa Maria

De acordo com o secretário de Estruturação e Regulação Urbana, José Antônio de Azevedo Gomes, os serviços começaram em 22 de outubro e o total da obra está em cerca de 40% concluído. Inicialmente, a previsão era de que o trabalho acabasse após 120 dias, ou seja, no final de fevereiro, mas por conta de intercorrências, deve se estender por mais dois meses. 

- A obra tem uma certa complexidade, o terreno é totalmente instável, que desmorona com facilidade e por ele ser muito arenoso, temos que ter cuidado de não fazer escavação em dia de chuva, ou seja, as condições climáticas afetam nosso prazo de obra. Além disso, ao longo do serviço algumas redes que não estavam mapeadas no cadastro da prefeitura foram atingidas, e quando isso acontece precisamos parar todo o trabalho para a empresa responsável realizar o conserto - explica Gomes. 

Os serviços de macrodrenagem e a construção de caixas coletoras da rede pluvial já foram concluídos e a empresa Conpasul, que é responsável pela obra, deu início, na última quarta-feira, as escavações e terraplanagem da avenida. Depois dessa etapa, ainda será necessário fazer adaptações, a sinalização e a redução da largura das calçadas para serem colocadas vagas de estacionamento. O custo total é de R$ 2.072.768,65. 

VÍDEO: sanga onde jacarés foram encontrados é vistoriada

- Nós estamos trabalhando para liberar o tráfego o mais breve possível, para que o comércio não fique isolado. Um dos questionamentos das lojas é sobre como vão abastecer seus empreendimentos com os caminhões, mas adianto que isso vai ser estudado caso a caso. O que nós não vamos permitir é retorno no canteiro central, porque já está implantada a rede de água, a rede de drenagem pluvial, e tem as galerias e caixas que não vamos permitir o trânsito em cima. Mas como teremos uma via com cerca de 6 metros e o recuo do estacionamento, o caminhão poderá seguir a mesma lógica do centro da cidade - completa o secretário.

Idosa morre em incêndio no interior de São Sepé

DESVIO
Enquanto o trecho ficar totalmente bloqueado, os motoristas que estão na avenida, no sentido Bairro-Centro, precisam desviar ingressando na Padre Nóbrega, Almirante Barroso e Olegário Mariano, ou ao contrário no sentido Centro-Bairro. Segundo o secretário, no lugar sempre há equipe sinalizando a rota. 

Internet

wpp.png